top of page

Com dois anos de implantação, ConciliaJud lança nova funcionalidade


O sistema ConciliaJud, desenvolvido para gestão da capacitação e do Banco de Dados da Política de Tratamento Adequado de Conflitos, lançou nova funcionalidade que permite aos tribunais o controle do cumprimento dos requisitos exigidos pela regulamentação das ações.


O presidente da Comissão de Solução Adequada de Conflitos (CSAC), conselheiro Marcos Vinícius Jardim, informou às Presidências dos tribunais e aos Núcleos Permanentes de Mediação e Conciliação (NUPEMECs) sobre a disponibilização de ferramenta de Ateste de Permanência no Cadastro Nacional do ConciliaJud.


No comunicado, o conselheiro esclareceu que, para o primeiro ateste, seria concedido o prazo de 60 dias, considerando a necessidade das equipes dos Núcleos em se familiarizarem com a nova ferramenta. O prazo se encerrará no dia 30 de novembro.


Na avaliação do presidente da CSAC, o ConciliaJud, desde sua criação, tem um papel fundamental na compilação de dados sobre as ações de capacitação em mediação e conciliação do CNJ. “As informações contidas auxiliam os tribunais e permitem o constante aprimoramento da gestão dos cursos oferecidos e dos elementos sobre os profissionais que realizaram os programas de qualificação”, observa.


Sobre a plataforma

O ConciliaJud, que entrou no ar em maio de 2020, reúne informações de formadores, instrutores, expositores, mediadores e conciliadores judiciais. Além disso, a plataforma também concentra ações de capacitação destinadas a promover tanto cursos de formação de instrutores em mediação e conciliação judiciais quanto cursos de formação oferecidos pela Secretaria Especial de Programas, Pesquisas e Gestão Estratégica e pelo Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Servidores do Poder Judiciário (CEAJud) e Comissão Permanente de Solução Adequada de Conflitos (CSAC).


O uso do sistema é obrigatório para todas as cortes e entidades formadoras que ofereçam as capacitações da política. A adesão à plataforma tem aumentado, de acordo com dados do Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação do CNJ. No primeiro ano de funcionamento, de maio a dezembro (2020), o número de acessos foi de 17.891. Em 2021, saltou para 40.176. Já este ano, de janeiro a outubro, os acessos já somam 37.362.



(21) 97552-2484 (WhatsApp)


15 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page